Prova discursiva Senado Federal: dicas para a sua preparação! - IMP Concursos
orenairport.ru eu-ua.org glory-casinobd.com godawards.com iscat.info pluso.ru mikemarko.com rossiyanavsegda.ru lesousbock.com azuresummit.live mines-games.com kortheatre.kz zhetysu-gazeti.kz rwp.ru

Depoimentos

28 de setembro de 2022

Prova discursiva Senado Federal: dicas para a sua preparação!

A prova discursiva para o Senado Federal, marcada para o dia 6 de novembro, é um dos grandes desafios para a maioria dos candidatos. E hoje, este é o tema que vamos trazer para você aqui no Blog do IMP. 

“A redação da FGV veio num padrão mais técnico, os candidatos vão ter que fazer a prova discursiva. São duas questões teóricas ou práticas, abordando os conhecimentos específicos, totalizando 80 pontos. Como é uma questão teórica ou prática, a avaliação da FGV vai ser em cima do conteúdo teórico. Então agora, o candidato precisa focar naquelas disciplinas e naqueles conhecimentos que são mais direcionados e relacionados ao cargo”, explica nossa professora Raquel Cesário, professora de português graduada em letras pela UFMG e Pós-Graduada em revisão de textos pela PUC/Mina.  

Prova discursiva por cargos

Técnico (Policial Legislativo)

De caráter eliminatório e classificatório, com 2 (duas) questões teóricas ou práticas abordando os conhecimentos específicos, que devem serem respondidas em até 20 linhas cada. Cada questão vale 40 pontos, totalizando 80 pontos.

O candidato que obtiver nota inferior a 48, somadas as duas questões, será reprovado. 

Analista Legislativo – registro e redação parlamentar

De caráter eliminatório e classificatório, são duas questões que valem 80 pontos. Uma questão teórica ou prática abordando os conhecimentos específicos, que devem ser respondidas em 20 linhas e vale 20 pontos. Outra de revisão de pronunciamento parlamentar contemporâneo escrito, contendo de 500 a 600 palavras, valendo 60 pontos.

O candidato que obtiver nota inferior a 48, somadas as duas questões, será reprovado. 

Analista Legislativo –  demais especialidades

De caráter eliminatório e classificatório, são duas questões teóricas ou práticas abordando os conhecimentos específicos, a serem respondidas em até 20 linhas cada (40 pontos cada, totalizando 80 pontos).

O candidato que obtiver nota inferior a 48, somadas as duas questões, será reprovado. 

Pontos que não podem faltar durante a preparação para a prova discursiva do Senado Federal:

  • Dominar a língua portuguesa;
  • A estrutura dissertativa;
  • Estar bem informado sobre a atualidade;
  • Saber expor as ideias; 

Treinar o conteúdo é fundamental

  • A dica principal é começar a treinar a partir de agora, porque às vezes o candidato sabe o conteúdo para escolher uma das questões A, B ou C, e não para produzir um texto;
  • Fique atento ao que os professores chamam atenção como conteúdo importante ou relacionado ao cargo;  
  • Treine o conteúdo desenvolvendo um texto claro, organizado e fundamentado;
  • Na hora da prova, a partir do assunto proposto pela banca, nunca se esqueça de fundamentar com argumento de autoridade, que seria a legislação ou algo que seja associado ao conteúdo.

Sobre a questão discursiva 

Um dos grandes problemas, que envolve a prova discursiva, é que muitos candidatos sabem a matéria, conseguem marcar as respostas certas, já estão preparados para fazer uma prova fechada, mas não conseguem verbalizar aquilo no papel. Existe um mito, que é muito recorrente de quem lê muito, escreve bem. Mas conseguir escrever bem é treino, é saber produzir, é fazer uma frase completa, é usar os elementos de coesão.

“A FGV diz que vai ser uma questão discursiva ou uma questão prática, que a gente chama de estudo de caso. A banca coloca uma situação fictícia, uma situação do dia a dia para o candidato avaliar aquela situação. Ele vai corrigir parte do procedimento, ele vai confirmar a parte que está certa e corrigir a parte que está errada. Esse tipo de texto não tem uma conclusão formal, você fecha o texto respondendo ao último tópico. Minha sugestão é que o candidato responda na ordem, mas não é obrigatório.” explica a especialista. 

  • A sugestão é que o candidato siga na ordem apresentada, embora isso não seja o determinante para uma nota boa. A nota vai ser dada de acordo com o conteúdo apresentado.
  • É um texto tecnicamente mais fácil de ser desenvolvido, mas ao mesmo tempo, se o candidato não tiver conhecimento do conteúdo específico é mais fácil de tirar uma nota baixa.
  • O mais importante é que o candidato fique atento a parte específica. Estude, tenha conteúdo, invista no conhecimento da legislação para que consiga, na hora da prova, fundamentar tudo que for explicando. 
  • A avaliação desse concurso será em cima do conteúdo teórico.

Raio X concurso Senado Federal 

A banca organizadora do certame é a Fundação Getúlio Vargas ( FGV);

  • As inscrições para o concurso do Senado Federal foram encerradas no último dia 21 de setembro;  
  • São 1.002 vagas ofertadas, sendo 22 imediatas e 980 para formação do cadastro de reserva;
  • Os cargos são para: Advogado, Analista Legislativo, Consultor Legislativo e Técnico Legislativo;
  • A remuneração varia de R$ 19.427,79 a R$ 33.461,68;
  • Os candidatos serão avaliados por diversas etapas, sendo elas: provas objetiva e discursiva, exames de sanidade física e mental, teste de aptidão física, exame psicotécnico, sindicância de vida pregressa e investigação social, além da prova de títulos;
  •  Data da prova: 06 de novembro de 2022.

Leia também:

https://imponline.com.br/gramatica-pra-concursos-melhore-seu-desempenho/




2024 - IMP Concursos - Todos os direitos reservados.