Notícias

31 de outubro de 2014

Exclusivo: Cinco dicas para a prova de Legislação da Advocacia Geral da União

 

Continuam abertas até o dia 18/5/2014 as inscrições para o concurso que vai selecionar 60 novos servidores, de nível médio e superior, para a Advocacia Geral da União. As provas estão previstas para o dia 8 de junho.

Os interessados podem realizar pelo site do Idecan, banca organizadora responsável pela organização do concurso.

Confira as cinco dicas do professor de Legislação da AGU, Sebastião Faustino*, para a prova que se aproxima:

 

 

  1. Como se trata de uma seleção para cargos de natureza administrativa, o candidato deve focar nas atribuições da secretaria geral da AGU, que é onde ele irá trabalhar e a quem ele prestará contas.
  2. Outra matéria que merece atenção é a estrutura geral da Lei Orgânica da AGU que é a Lei Complementar 73. O edital prevê que podem ser cobrados conhecimentos dos artigos 1º até o 10º com exceção do 9º. É importante ler com atenção a esses artigos.
  3. A banca tem tendência a cobrar a letra da lei. O candidato deve ficar atento, pois pode haver na prova palavras, termos ou mesmo atribuições trocadas nos enunciados para aferir se o candidato está realmente preparado.
  4. Os aprovados neste concurso irão trabalhar em um novo sistema que está sendo implantando na AGU que se chama Sapiens – Sistema AGU de Inteligência Jurídica, de informatização de todos os processos da AGU. É importante que os candidatos se atentem a esses detalhes. Sugiro que se informe também sobre a estrutura no próprio site da AGU. Na página principal há um mapa localizado do lado direito da tela, onde ele poderá clicar em cada estado para verificar sua estrutura. No Distrito Federal, pode-se verificar a estrutura geral da AGU. Deve-se estudar a estudar também a parte institucional da AGU, o organograma (que facilita a visualização e o entendimento da Lei Orgânica da AGU), enfim, vale a pena navegar com atenção no site.
  5. Ler o Artigo 131 da Constituição Federalque trata da criação e estrutura da Advocacia Geral da União, que foi criada pela Constituição de 1988 e essa estrutura e sua função estão previstas nesse artigo.

*Sebastião Faustino é Procurador Federal/AGU. Mestre em Direito Tributário e Especialista em Direito Previdenciário. Dentre outros cargos já foi Diretor de Benefícios do INSS e Coordenador-Geral de Matéria de Benefícios da Procuradoria Federal Especializada junto ao INSS. É Professor de Direito Previdenciário e Direito Tributário e autor de diversas obras.

 

Serviço:

Concurso Advocacia Geral da União.

Vagas:

Nível superior (remuneração de R$5.294,52):

  • Analista de sistemas (9 vagas de ampla concorrência + 1 para pessoa com deficiência – PCD);
  • Bliotecário (3);
  • Técnico em comunicação social (3) e;
  • Analista técnico administrativo (Para candidatos com graduação em nível superior em qualquer área – 32 + 2PCD).

Nível médio (remuneração de R$3.495,52):

  • Técnico em contabilidade (nível médio/técnico).


2019 - IMP concursos - Todos os direitos reservados.