Notícias

2 de junho de 2016

Candidatos ao serviço público sonham em ingressar na Câmara dos Deputados

Com a preparação antecipada e correta, a aspiração pode se tornar uma real possibilidade.

Ser servidor da Câmara dos Deputados é o sonho de muitos concursandos do Brasil. Com salários que podem chegar a R$ 20 mil, fazer parte do quadro de servidores da Casa é meta de muita gente, que dedica horas e anos de estudo se preparando para o concurso. Apesar do pessimismo de alguns, fontes afirmam que está previsto, para 2016, um certame para substituição de pessoal, além da demanda já existente no órgão. Com as inúmeras aposentarias que estão acontecendo, a ideia é que sejam abertas 408 oportunidades para nível médio e 199 para nível superior.

Segundo o professor de Regimento Interno da Câmara dos Deputados do IMP Concursos, Dackson Soares, o próximo concurso será muito disputado e o candidato deve antecipar a preparação, criando uma ordem lógica e disciplina de estudo. “O maior erro é aguardar a publicação do edital para começar a pensar em estudar”, afirma. Em relação ao seu regimento, o professor destaca que, como se trata de legislação específica, não é seguro fazer previsão de o que pode ou não ser cobrado em prova. “Toda a matéria deve ser bem estudada, não decorada. Afinal, decorar dezenas de artigos, com mais algumas dezenas de incisos, alíneas e parágrafos é impossível e ineficaz”, destaca.

Eurípedes Xavier foi um dos aprovados no último concurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para o cargo de analista, mas sua pretensão é ir mais longe e chegar ao Poder Legislativo. Ex-aluno da Turma Global do IMP Concursos, Eurípedes acredita que a Câmara dos Deputados atrai o candidato pelos benefícios diretos e indiretos, como salários e recessos, mas também pelas funções do órgão. “A importância que os órgãos deste Poder devem desempenhar no país é enorme. De lá, saem todas as normas e direcionamentos que deverão ser adotados por todos os outros poderes”. Para ele, se preparar com exercícios e estudo aprofundado é imprescindível. “Acho interessante a dinâmica de alto volume de exercícios com aulas pontuais de professores especialistas para a atualização do conteúdo”, conclui.

Em dezembro de 2014, o concurso foi autorizado pela Mesa Diretora da Casa, mas ainda não há uma previsão de data exata para publicação do edital. O professor de Administração Financeira e Orçamentária e Lei de Responsabilidade Fiscal do IMP Concursos, José Wesley, acredita que o candidato deve tomar com referência o último edital e fazer um bom cronograma de estudos. “É preciso priorizar as disciplinas específicas como Regimentos, Administração Pública, Administração Financeira e Orçamentária e Administração de Materiais, mas sem deixar de lado as matérias básicas como Português e Informática”, ressalta. O professor destaca que estudar o máximo de tempo disponível, resolver muitas questões, construir resumos e mapas mentais são estratégias importantes.

No último concurso para nível médio, ocorrido em 2007 e organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC), o edital previa um total de 90 vagas, mas a Casa convocou 369 aprovados.

Atualmente, o IMP Concursos oferece diversas turmas que abrangem os conteúdos da Câmara dos Deputados. Saiba mais clicando aqui. 😉


2020 - IMP Concursos - Todos os direitos reservados.