Notícias

7 de novembro de 2018

Cronograma do concurso PRF em definição

Comissão e banca trabalham para finalizar o documento   

A publicação do edital do concurso da PRF (Polícia Rodoviária Federal) está pendente apenas pela falta de definição do cronograma, que é o calendário que direcionará o período de realização e duração do certame.

Com a assinatura do contrato entra a banca organizadora e a corporação, realizado em 29 de outubro, este se tornou o único impedimento para a divulgação das regras de abertura da seleção. A informação foi confirmada pela Assessoria de Imprensa da PRF.

Agora, a comissão responsável e o Cebraspe trabalham conjuntamente para alinhar os detalhes finais até a conclusão. Assim que finalizado, o edital partirá para a publicação no Diário Oficial da União (DOU), apesar de ainda não haver uma previsão sobre quando isso irá ocorrer.

Vale lembrar que, recentemente, a própria Polícia Rodoviária Federal anunciou que tem concentrado os esforços na finalização do cronograma, pois o órgão tem urgência no aumento do quadro de policiais com o objetivo de recuperar o atual déficit existente entre a categoria.

Apesar da demora na saída do edital, a Assessoria tem estado atenta quanto ao prazo previsto na portaria autorizativa do concurso, de julho de 2018. De acordo com o documento, o período máximo de divulgação é de seis meses, ou seja, janeiro de 2019. A expectativa é que isso ocorra antes do limite previsto.

REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA CANDIDATAR-SE AO CARGO

Os interessados na oportunidade deverão ter diploma de nível superior em qualquer área de formação, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou permissão para conduzir veículos automotores de, no mínimo, categoria “B”, ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse, ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo. Vale ressaltar que não há idade máxima estabelecida.

RELEMBRE

Em 29 de outubro, o Cebraspe, antigo Cespe, foi oficializado como o organizador do novo concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O contrato com a banca está assinado e o extrato publicado no DOU.

No início de outubro, fontes não-oficiais divulgaram que o Cebraspe, antigo Cespe, havia sido o nome vencedor para estar à frente dos preparativos do certame, conforme confirmação do vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Dovercino Neto.

Contudo, nossa equipe de jornalismo contatou a Assessoria de Imprensa da instituição para verificar a veracidade da notícia e a resposta que nos foi repassada é que a informação não é oficial.

Noticiamos aqui no Blog do IMP Concursos que a assessoria da PRF também confirmou que o edital de abertura da seleção saíra ainda neste mês.

Apesar de desde 14 de agosto o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, ter dado maior autonomia, por meio da Portaria nº 122, ao diretor-geral da corporação, Renato Dias, para a realização do novo concurso, o gestor da pasta tem acompanhado todo o processo. Mesmo já definida, ainda não foi revelada, até o momento, a divisão das vagas por estados.

O concurso está autorizado desde 27 de julho deste ano com a previsão de 500 vagas para policial rodoviário federal. Segundo a portaria autorizativa da seleção, o órgão tem, no máximo, seis meses para a publicação do edital. Neste caso, o prazo esgota em 27 de janeiro de 2019.

O documento é aguardado desde junho, quando, à época, Jungmann anunciou em coletiva que a divulgação ocorreria ainda naquele mês. Porém, a expectativa não se tornou uma realidade devido ao atraso ocorrido na autorização pelo Ministério do Planejamento com o aumento da oferta.

O quantitativo de vagas imediatas não é suficiente para suprir o déficit de servidores existente na PRF, já que quase 2 mil pessoas estão próximas da aposentadoria, o que deve acontecer até o final deste ano. Conforme Dias, a corporação precisa de 3 mil novos servidores. A ideia é convocá-los por meio do aproveitamento dos aprovados além das vagas de provimento imediato.

NOTÍCIA FALSA

Em setembro, no mesmo dia que a PRF disse ter escolhido a banca do novo certame, começou a circular nas redes sociais uma imagem de dispensa de licitação como se o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades) fosse o escolhido. Na mesma época, a corporação disse que a informação era falsa, apesar de não ter descartado a possibilidade do Iades ser a escolhida.

Vale ressaltar que a imagem, além de não ser uma dispensa verdadeira, informava que a seleção ofertaria 700 vagas para o cargo de policial rodoviário federal. Contudo, a portaria autorizativa disponibiliza apenas 500.

PREPARAÇÃO

Antecipe seus estudos e saia na frente da concorrência com nosso curso presencial. Conheça:

 >>>PRF – POLICIAL RODOVIÁRIO FEDERAL – NÍVEL SUPERIOR <<<


2018 - IMP concursos - Todos os direitos reservados.